Buscar

Quais são as perspectivas do agronegócio para a safra 2021/22?




A colheita de 2021/22 deve trazer boa rentabilidade às lavouras. A reabertura das atividades econômicas globais e as elevadas medidas de estímulo fiscal e monetário têm dado sinais claros de recuperação da economia mundial em 2021. A recuperação acelerada da demanda combinada com a oferta limitada deve pressionar a valorização das commodities. No entanto, o crescimento esperado não é suficiente para retornar aos níveis pré-crise. A expectativa é de que o custo de produção agrícola aumente e que a valorização das commodities caia em relação ao patamar atual. No entanto, os preços continuarão garantindo lucros sustentáveis para os produtores.

Arroz

Os produtores de arroz devem ter uma safra com margens atrativas, ainda que menores do que a temporada anterior, por conta do aumento dos preços internacionais de insumos, como fertilizantes e defensivos agrícolas.

Algodão

O consumo de algodão tende a seguir firme e apresentar taxas de crescimento superiores ao do aumento da produção, diante da expectativa de continuidade de aceleração da economia global em 2022.

Laranja

Apesar da frustração da safra de laranja, por conta da estiagem em São Paulo, os estoques globais ao final da temporada tendem a ser maiores, enquanto a demanda pelo suco da fruta deve cair. Com isso, não há uma perspectiva de retorno dos preços ao patamar observado em 2018.

Soja

A safra global 2021/22 da oleaginosa deverá aumentar 5%, somando 383 milhões de toneladas. Ainda assim, a relação estoque-uso deverá oscilar ao redor de 24% — nível baixo sob uma perspectiva histórica, o que deve contribuir para sustentar o preço do grão.


#BlogKinagro #Agro #Agronegocio

5 visualizações0 comentário